sexta-feira, 13 de maio de 2011

O Monge e o Executivo

Muito tempo que não apareço por aqui, acho que faltava aquela inspiração pra escrever, ou às vezes tantas coisas acontecendo ao mesmo tempo que, na realidade, tinha coisas mais importantes pra fazer né rs Mas é sempre bom escrever, ao menos pra mim. Parece que coloco a cabeça em ordem.
Bom, o que me fez vir aqui hoje foi um livro que comecei a ler, chamado “O Monge e o Executivo”. Livro s-e-n-s-a-c-i-o-n-a-l! Comecei a ler faz dois dias, só em ônibus/metrô e já estou quase no fim! Rs

O livro trata de liderança, mas acaba te envolvendo em uma rajada de assuntos que acaba fazendo com que vc pense, e pense MUITO na sua própria vida, no seu relacionamento com as pessoas, desde as mais próximas até os “conhecidos”. Uma colega do lab – e dona do livro – disse que ele muda sua vida e te faz questionar muitas coisas em si mesmo. Antes de começar a ler o livro, duvidei que fosse assim... Mas a todos que eu perguntava, diziam a mesma coisa.
Resultado? Estou entusiasmadíssima por ele! Venho de mudanças em mim mesma, de certo tempo pra cá, mudanças constantes, e ler algumas coisas me fez pensar muito, a ponto de fechar o livro e ficar viajando pelos meus pensamentos, e depois lembrar de voltar a lê-lo rs
Uma delas que me paralisou hoje (literalmente), foi a definição de amor! Bobo né? Não. Em meio a definições do próprio Jesus Cristo, no Novo Testamento conclui-se que liderar é... servir. Mais uma vez, se vc não leu o livro, achará essa definição um tanto ultrapassada, mas ainda no raciocínio do autor, vemos que amar é o mesmo que liderar. E que liderar, não é mandar. E que amar não é um sentimento (apenas) é algo que, como eu venho acreditando de um tempo pra cá, é construído. Eu já não achava que amor fosse essa coisa deturpada que as pessoas acreditam hoje em dia, que simplesmente “plim”, acontece. Isso é atração, até paixão, mas não amor. Amor é construído dia pós dia, com paciência, carinho, respeito, confiança. E por isso é algo forte e duradouro e carece de doação, vontade.
Fiquei aturdida com essa parte do livro, principalmente porque mexeu com muitas coisas em mim, e com coisas que eu já vinha pensando, e achando que era o certo a se fazer, muitas vezes o contrário do que eu estava lendo.
Se vc tiver oportunidade, leia esse livro. Com certeza, de alguma forma, irá mudar algo em vc. E acredito, pra melhor. Até porque, é sempre bom repensar seus comportamentos. Isso te faz crescer e amadurecer, e todos nós temos muito o que amadurecer.


Abraços!

“Amar não é como você se sente em relação aos outros, mas como se comporta em relação aos outros.” O Monge e o Executivo

Um comentário:

  1. Olá, passando aqui *-*, estou te seguindo, visita meu cantinho também :
    http://reverseobrlife.blogspot.com/

    ResponderExcluir